A PICO

A Pico Preto, antes chamada de Coletivo Ponto Art, nasceu em 2016 com o propósito de desenvolver ações artísticas afirmativas e evidenciar o protagonismo negro nas produções artístico-cultural da cidade.

O solo “Entrelinhas” de Jaqueline Elesbão foi a primeira ação produzida e aborda a violência psicológica, emocional e sexual que sofre as mulheres pretas. Em 2016 o Coletivo lançou a “Revista Digital Ponto Art”, hoje, "Revista Pico Preto". Um projeto independente, construído com a colaboração dos artistas da cidade e veiculado a cada 3 meses.  A revista já contou com mais 120 envolvidos de diversas áreas de atuação, além da equipe Pico Preto (Conheça a equipe da Revista) e mais de 20.000  pessoas já acessaram as publicações.

Em 2017 lançamos nas redes a websérie “Voz sem medo”, inspirado no solo “Entrelinhas”. Os episódios da 1ª e 2ª temporada estão disponíveis aqui no site e no canal do Youtube. Voz sem Medo também é o nome do documentário realizado na primeira temporada da websérie. Em 2018 o workshop “Resiliência do corpo-história” passou a integrar o repertório de trabalhos artísticos do Coletivo. O solo Despacho Deferido é a nova montagem produzida pela Pico. A estreia acontecerá em abril de 2021.

23519016_10212174422769573_9054791100144

Jaqueline Elesbão

Diretora

Mãe, negra, bailarina, drag king, produtora e ativista das questões femininas, étnicas e causas LGBT. Sua carreira profissional se estende por mais de 17 anos com grupos de teatro, dança, cias, projetos e montagens coreográficas nacionais e internacionais.
Suas permissões e dedicações artísticas atravessam a performance, teatro, dança, dublagem e cinema. Idealizadora e fundadora do Coletivo Pico Preto, onde é Diretora artística das ações desenvolvida pelo grupo. Dentre as ações do Coletivo a mesma assina o roteiro e direção da websérie “Voz sem medo”, direção, coreografia e interpretação do espetáculo solo “Entrelinhas” e a curadoria da Revista Digital Ponto/Pico Preto. A partir do solo “Entrelinhas” vem desenvolvendo sua pesquisa em cima da Resiliência do corpo-história da mulher negra. Desta pesquisa surge a coordenação e mediação de workshops com essas pautas e oficinas com a busca do corpo - manifesto

 

71141498_2100083850298623_49624541764255

Nai Meneses

Produção executiva

Nai Meneses , graduada em Publicidade e Propaganda pela Universidade Salvador. Já atuou como bailarina com viagens nacionais e internacionais integrando
repertórios variados durante 10 anos. Atuação como comunicóloga nos setores de marketing e comunicação de empresas renomadas, como também em trabalhos de pesquisa de mercado e opinião por diversas cidades da Bahia e Minas Gerais. Atua no Coletivo Pico Preto desenvolvendo atividades que permeiam a produção artística e comunicação. Sendo responsável pela produção executiva das atividades do Coletivo como o solo “Entrelinhas” e Co-idealização e produção da websérie “Voz sem medo”. Assina também a direção de arte da Revista Digital Ponto Art/Pico Preto, gerenciamento das redes e gestão de conteúdos.

31740093_1888078074549209_60555243797547

Anderson Gavião

Produtor

Produtor cultural, performer, arte educador, bailarino e capoeirista. É através das múltiplas atuações que Anderson Gavião atua no jogo das produções do Coletivo Pico Preto. Elencando o time de comunicação e produções dos projetos: Revista Pico Preto, Web Série Voz Sem Medo, Espetáculo Entrelinhas e Resiliência, Corpo e História.